25 abril 2011

Ah, a amizade...

Alguns sentimentos são doces, bons de sentir. Dá vontade de prolongar a sensação, de testar seu limite, de ver por quanto tempo ele é capaz de nos fazer bem. A gente nunca chega a esse extremo porque alguns sentimentos simplesmente foram feitos pra durar, dar alegria, completude e uma rara certeza.
Duvidamos do amor, questionamos a felicidade, mas confiamos na amizade e em tudo que ela envolve. Não discutimos motivação, futuro, queremos só sentir aquela paz momentânea que se tem ao lado dos amigos. Porque eles suprem nossa necessidade de importância, de pertencimento, de ser único, ao mesmo tempo em que damos tudo isso a eles.
Rimos dos nossos amigos e deixamos que riam da gente. Precisamos, ao menos de vez em quando, declarar o que sentimos, mas não todo dia, não sob pressão. Pros amigos não tentamos ser os mais bonitos, os mais bem informados, bem vestidos. Somos quem somos e eles nos amam assim.
A amizade é mesmo mais interessante e completa que o amor, porque se une a ele com tudo que os dois têm de bom - ainda que carregue pontos negativos, como aquele ciuminho e a necessidade de exclusividade. Nada que comprometa o todo ou nos faça desistir de ser amigos. Porque ser e ter amigos é bom demais! Que outro sentimento nos dá a liberdade de dizer "eu te amo" sem pensar nas consequências? Só mesmo a amizade!

2 comentários:

**** disse...

Pode não ter sido pra mim, mas sinto se tivesse.
Te amo, minha irmã. Fiquei muito feliz de vocÊ ter vindo.
Beijos!

Cecília França disse...

É claro que foi pra você, meu irmão!
Fiquei muito feliz por participar de um momento tão importante na sua vida.
Te amo muito!
Beijos!