02 março 2011

A Oca.


Voltando ao assunto… Afinal, esse blog foi feito para falar sobre o Acre e fazia tempo que estava fora do foco.

Desde a primeira vez que estive na Oca - Central de Serviço Público de Rio Branco - quero escrever sobre ela. Porque coisa boa a gente tem que espalhar. A Oca foi inaugurada em dezembro passado, no apagar das luzes do governo Binho e, certamente, é uma das suas maiores e melhores obras.
Para quem não conhece, a Oca reúne centenas de serviços de 27 órgãos federais, estaduais e municipais na mesma estrutura, um imenso prédio na rua Quintino Bocaiúva, centro de Rio Branco. Além de linda, é funcional.
Logo na recepção, a Oca já mostra a que veio, com suas recepcionistas prontas a fornecer informações ou simplesmente um "bom dia" aos usuários - o que, freqüentemente, ignoramos, pelo simples fato de não estarmos acostumados a esse tratamento em órgãos públicos.
Hoje estive lá pela terceira ou quarta vez. Demorei uma hora para ser atendida. Esperei, mas esperei em um ambiente limpo, agradável e devidamente climatizado. Lá mesmo emiti a nota que precisava, paguei e recebi o comprovante, mudando apenas de guichê.
Ah, já ia me esquecendo do rapaz que toca violão todos os dias no local - deixando o ambiente ainda mais agradável - e da cafeteria, onde comi um folheado de presunto e queijo com cebola e pimentão que é um arraso. Procurando um lugar para aquele cafezinho da tarde? A Oca. Eu indico!

Um comentário:

**** disse...

Opa, parece bem bonita mesmo pela foto, minha querida. E com serviço público a gente sempre fica meio com o pé atrás, ainda bem que este aí mostrou "a que veio" como você disse.
Beijos e saudades!