31 maio 2006

Picolé de chuchu ataca!

Pela primeira vez, desde o início da “campanha eleitoral” (a campanha ainda não começou oficialmente, mas nos bastidores acontece há muito tempo), Geraldo Alckmin falou umas verdades sobre o presidente Lula. Hoje, ao firmar oficialmente a aliança com o PFL, o tucano adotou um tom áspero para com o seu concorrente.
“Não haverá aparelhamento (no governo dele), governo dos companheiros, 12 ministérios para os derrotados e política para a turminha”. Bom, mais grosseiro que isso, impossível. Acho até que nem mesmo o rústico presidente conseguiria tanto.
Alckmin afirmou ainda que “o Brasil deu marcha-ré” com o governo do petista. Obviamente ele promete engatar a quarta, caso seja eleito.
Porém, há alguns dias (não me lembro em que site li, nem em que ocasião), o tucano disse que adotaria o programa Bolsa Família em sua plataforma de campanha.
Ops! Que incoerência...
Que desculpa ele vai usar para que isso não pareça tão feio? Ou como ele vai maquiar o programa.

Atenção, atenção: inscrições abertas para vice de Lula

As alianças para as duas maiores chapas presidenciais estão cada vez mais complicadas. É PFL querendo o apoio do PMDB para a candidatura de Alckmin, enquanto o PT declara que já o tem; é metade do PMDB defendendo a candidatura própria e a outra a indicação de vice de Lula... enfim, uma bagunça só!
Hoje, Lula formalizou a vaga de vice para o PMDB, porém, o nome do “felizardo” ainda não é oficial. O PT já declarou que vai esperar a decisão do partido até o último momento para, só depois, buscar o PSB.
Enquanto isso, o ministro das Relações Institucionais, Tarso Genro, já fez proposta de vice ao presidente do PMDB, Michel Temer. Se a proposta demonstra a posição oficial do PT, não se sabe.

**
Pra completar, o PMDB já pensa em “dividir” o apoio: metade do bolo para o PT e a outra para o PSDB. Quer dizer, a divisão não seria tão justa: o partido do presidente comeria a maior fatia.

**
E Lula quer “conquistar” os inimigos após a reeleição, que parece já palpável. No melhor estilo “Lulinha paz e amor”, o presidente quer acabar com as brigas entre o seu partido e o PSDB. Bom, em briga de casal...

25 maio 2006

“A vida é uma grande prisão.
Assim como os detentos cumprem penas pelos seus delitos, também nós pagamos pelos nossos pecados.
Se acreditamos que, ao final de cada encarnação, acertamos contas com o poder supremo de Deus, então podemos escolher entre pagar parcelado ou de uma só vez”

A pequena de 12 anos perguntou ao catequista sexagenário:
- Por que existem ricos e pobres?
- Ãh... porque eles se completam...
Não era por isso, não podia ser só isso. Alguns têm que sofrer para outros serem felizes? Não, não fazia sentido.
Chegou em casa e assistiu a novela das 6h. A escravidão a chocava. Esses homens nasceram iguais, Deus nunca disse que negros eram piores que brancos. Então, por que eles eram tratados tão mal. Não usava a expressão “tratados como animais” porque não concordava que os bichinhos devessem ser maltratados. Pensava, pensava...
Eureka! Descobriu a resposta. Os homens vinham e voltavam várias vezes, até consertarem todos os seus erros.
Se na primeira vida na Terra você tinha sido ruim, voltaria como escravo daquele que você machucou. É, fazia todo o sentido!
E ser rico não significava que a vida era boa.
É... era uma grande conclusão para uma menina de 12 anos...

23 maio 2006

Conheci uma pessoa que não era brega. Não era cafona em momento algum, nem no gosto musical nem nos filmes que assistia.
Caçoava de versos românticos, usados em abundância por músicos sertanejos.
Não conversava asneira nem mesmo enquanto bebia cerveja, o que acontecia com freqüência.
Quando ouvia as bobagens das pessoas que o rodeavam franzia o cenho com cara de desprezo.
Agia como se todos fossem inferiores. Em inteligência, especialmente.
Morreu sozinho... e triste.

20 maio 2006














Eu e a Isa estamos nessa foto, juro que estamos!
Quero só ver quem encontra!
Ela foi tirada na abertura do 5º Congresso Paranaense de Jornalistas, que ocorreu em Curitiba, no mês passado. Estávamos assistindo à palestra do professor da UERJ, José Maria Argolo.
Fantástico!

17 maio 2006

Bobageira presidencial

Lula continua espalhando seus impropérios por aí (entenda-se "bobagens").
O país está vivendo o caos e ele aparece com aquela voz mole fazendo discursos populistas.
Em relação à violência em São Paulo ele disse que "não adianta pensar em mágica, o crime oragnizado tem seus braços espalhados pelo mundo inteiro. Precisamos usar a inteligência".
Aí complicou, já que ele não tem inteligência para usar!

E completou: "o que ocorreu foi uma demonstração de força do poder organizado".

Claro, para mostrar que é o crime que está mandando na maior cidade do país. O Casseta e Planeta fez uma sátira sobre isso ontem onde aparecia o "governador" de São Paulo, Cláudio Lembo, dizendo que tudo estava sobre controle: "sobre controle da bandidagem!"

**
Já em relação à crise agrícola, Lula caiu em si, no último ano de mandato, que "o governo precisa assumir a responsabildiade de garantir uma certa eqüidade desses preços".

Discurso de candidato...
Espero na hora de votar, os brasileiros se lembrem de que ele teve três anos para fazer isso e não fez.

Quem disse que o Brasil não faz guerra?

O pior de tudo é que a guerra é civil! Só o governo não admite...

Continuo com a minha série de indignações. Quem assistiu o Jornal Nacional ontem vai saber do que eu estou falando. Depois dos mais de 200 ataques na cidade de São Paulo na segunda-feira, o jornal resolveu dedicar as suas duas últimas edições à segurança pública, ou à falta dela.
Ontem, foi feito um raio-x dos gastos do governo em diversas áreas.
O mais assombroso: com hospedagem e estadia de funcionários, o Governo Federal gastou mais de 1 bilhão e 100 milhões de reais, em 2005. Já com segurança, o gasto foi de 470 e poucos milhões de reais.
Me digam que país do mundo pode se desenvolver com um gasto absurdo desse só para bancar luxo a funcionários públicos?

Outro dado revoltante é o investimento total que o governo fará nesse ano: R$ 15 bilhões.
O Congresso Nacional aprovou R$ 22 bilhões, mas o presidente tirou 7 acredito que para pagar dívidas externas e negociatas.

Ainda não acabou não...

Os nossos agricultores estão se matando para mostrar ao governo que não podem mais sustentar as despesas e dívidas. O Brasil é o país mais contraditório do mundo, já que nos desenvolvidos há subsídio a todas as culturas e nós, que vivemos de agricultura, não subsidiamos nada!

Ufa!

15 maio 2006

Indignação

Acabo de receber um e-mail que me deixou ainda mais indignada com a falta de educação de nossos governantes. O e-mail relata uma atitude do deputado Professor Luizinho, do PT, que foi acusado de receber R$ 20 mil das contas de Marcos Valério, mas foi absolvido (como a maioria de seus colegas).
O texto foi escrito por uma pessoa que almoçava no mesmo restaurante que o referido deputado, no dia 30 de abril. Segundo a pessoa, ele estava na mesa acompanhado de mais dois homens e três jovens mulheres. Em uma mesa ao lado, um senhor comemorava seu aniversário com a família e a banda começou a cantar "Parabéns a você" em homenagem ao senhor. No entanto, o barulho parece ter incomodado o deputado "Professor" Luizinho, que desatou a reclamar que estava no celular e não conseguia ouvir seu interlocutor.
A família, visivelmente transtornada, se retirou do restaurante logo após um dos filhos comentar: "É esse o tipo dos nossos governantes".
A trupe do deputado petista, enraivecida, correu atrás do senhor e sua família procurando briga. Chutaram o carro e gritaram na frente das crianças.
Foi aí que a família arrancou e deixou o deputado pronunciando uma frase célebre:
"Seu bobão, foi você quem pagou a minha conta!"

É esse o respeito que temos dos nossos governantes. Como podemos confiar em pessoas assim?

11 maio 2006

São coisas estranhas que acontecem na justiça brasileira.

Garoto de 12 anos é morto e pai é preso por tentar matar bandidos

O caso aconteceu em São Paulo. Dois homens que estavam em uma moto atiraram no garoto, que brincava na rua de casa. Um dos tiros atingiu a cabeça da criança. Revoltado, o pai do menino pegou o revólver e saiu correndo atrás dos assassinos. Mas, quando voltou para casa, foi preso por porte ilegal de arma.
Eu me pergunto: por que a polícia estava parada na porta da casa deste homem, ao invés de correr atrás dos bandidos, como ele fez?
A polícia suspeita que os homens conheciam o garoto, já que o pai dele é ex-presidiário. Mas isso não justifica nada. Se ele esteve preso e foi solto é porque cumpriu a pena merecida. Já os assassinos do seu filho, continuam livres.

10 maio 2006

Procura-se Dan Brown, vivo ou morto

Se o escritor norte-americano Dan Brown queria chocar, conseguiu. Antes mesmo de estrear, o filme "O Código da Vinci", baseado no livro de Brown que leva o mesmo nome, está recebendo críticas e censuras de todos os lados do planeta. Na Inglaterra, o Opus Dei questiona judicalmente a legalidade do filme. Já na Índia, os participantes do Fórum Mundial Católico vão iniciar uma greve de fome (virou moda!) sexta-feira tentando impedir o lançamento do filme no país.

(Hoje, para fazer qualquer tipo de reivindicação virou moda fazer greve de fome. Vou dar essa idéia aos agricultores da região norte do Paraná, que estão fazendo protestos desde domingo e até agora não conseguiram nada. Quem sabe se todos eles pararem de comer por uma semana surte efeito).

Voltando ao "Código", os indianos também querem encontrar Dan Brown, vivo ou morto, e oferecem recompensa por isso. Virou bandido!

No Brasil, também já foram tomadas atitudes bizarras em relação ao filme. O deputado federal Salvador Zimbaldi, do PSB de São Paulo, (que aparentemente não tem muito o que fazer) quer proibir a exibição do filme. Segundo ele, "a obra é uma afronta à fé cristã". Tudo bem, esse argumento é entendível, já que não imagino um católico fervoroso lendo e corcordando com um livro que contradiz tudo o que ele aprendeu e propaga há anos. Mas sintam só a ignorância do outro argumento:
O livro e o filme "agridem a liberdade de crença".
Espera aí, mas quem está querendo proibir o quê nessa jogada. Pelo que eu sei, o escritor tem todo o direito de expressar sua opinião, seja qual for o assunto, mesmo que isso agrida a poderosíssima Igreja Católica. Portanto, o deputado é que está tolhendo o direito de crença de um cidadão.

09 maio 2006

Novas do Garotinho:

Adoro esse assunto!

Mesmo em greve de fome há oito dias e sem muito espaço na imprensa, Anthony Garotinho continua a publicar notas contra o governo. Ontem, ele publicou um texto onde diz que:
"O PT, que me persegue junto com as Organizações Globo, Veja, os bancos e o capital financeiro, já não sabe mais o que fazer diante da situação patética de um governo cuja lama já chegou ao último andar".

Ele se julga muito importante, como se os órgãos citados tivessem tempo para se preocupar com ele. O Lula, a Globo e a Veja devem estar juntos mesmo, sentados, rindo da greve de fome dele!

**
E, para piorar a situação (dele), Garotinho pode ser expulso da sede do PMDB, onde está fazendo a greve. As pessoas de bem que têm escritórios no prédio reclamam que a situação está causando transtornos e cogitam pedir indenização ao pré-candidato. Nos últimos dias, militantes destruíram um cadeado de uma das portas e o elevador do prédio queimou de tantas viagens que foram feitas.

Moleque só dá prejuízo!

Inversão de valores

O Conselho de Ética da Câmara dos deputados vai votar hoje o processo de cassação da deputada Zulaiê Cobra, do PSDB. O engraçado é que ela está correndo o risco de perder o mandato por ter dito a verdade: ela chamou alguns membros do PT de "corruptos e bandidos". O partido do presidente alega que ela "abusou da prerrogativa da imunidade", seja lá o que for isso.
O fato é que ela chamou bandidos de bandidos e nao há crime nenhum nisso. Crime é o Conselho de Ética aprovar a cassação de certos parlamentares envolvidos com o mensalão e depois, com a maior cara de pau, a Câmara absolvê-los. Crime é uma pessoa acusada de corrupção ir depor em uma CPI com a garantia de poder mentir, direito garantido pelo absurdo "habeas-corpus preventivo".
Se a deputada Zulaiê Cobra tem moral para acusar não sei dizer, provavelmente não, mas que ela disse a verdade, ah, isso disse!

Devo desculpas ao Brasil!

Postei um comentário no mês passado cujo título era "Isso aqui ô ô, é um pouquinho de Brasil iá iá..." O post era a denúncia da venda de diplomas da Universidade Estadual de Maringá pela Internet. Os fraudadores deixam a pessoa escolher até mesmo o ano em que ela gostaria de ter terminado o curso, qualquer um deles. Ingenuamente, pensei apenas nos brasileiros, habituados à corrupção, e me esqueci que no resto do mundo também existem pessoas que agem com má fé. Mas minha amiga Luana me alertou com este e-mail:

Obtaining a DIPLOMA has never been so easy !
> Call today and find out how you could get your DIPLOMA
> from a highly credible college, Full Transcripts,
> A Letter of Recommendations, and even honors.
> 1-206-666-5510
> No required tests, classes, books, or interviews.
> Diplomas are available include but are not limited to:
> Bachelors, Masters, MBA, and Doctorate (PhD)
> Available in any field of your choice.
> Everyone is approved, Never is anyone turned down.
> Total Confidentiality assured.
> Call Today 1-206-666-5510 get a DIPLOMA within days!!!

Como ela mesma disse, a fraude é mundial!
Isso não exime os brasileiros de culpa, de maneira alguma. Mas contraditoriamente, ao invés de me preocupar, senti uma pontinha de felicidade. Talvez por saber que não somos os únicos a conviver com esse tipo de atitude incorreta e desonesta.

06 maio 2006

"Funerária oferece funeral gratuito a Garotinho"

A que ponto chegou a palhaçada de Garotinho! Uma funerária de Sorocaba está "velando" o corpo do pré-candidato à Presidência, com coroas de flores, faixas e tudo o mais...
No caixão foi colocado um boneco com a foto de Garotinho no rosto. A opiniao do dono da funerária é exatamente igual a minha. Ele classificou a greve de fome como "uma palhaçada para gastar o tempo do brasileiro". E ainda questionou: "Isso é atitude de uma candidato à Presidência?"
Mas o próprio Garotinho admitiu hoje que sua candidatura foi para o ralo. Segundo ele, agora só um milagre vai salvá-lo e por ter muita fé não vai desistir.
Bom, dizem que a fé move montanhas, mas nunca ouvi dizer que compra votos.

Campanha está igual Carnaval no Nordeste, fora de época!

As trocas de farpas entre PT e PSDB estão se intensificando. O partido de Lula entrou com uma ação no TSE pedindo que Geraldo Alckmin se torne "inelegível" e que as propagandas dos tucanos parem de ser veiculadas na televisão e no rádio. Os petistas alegam que o PSDB está usando esses horários para promover o candidato do partido que eles chamam de "senhor Geraldo Alckmin".
É óbvio! Eles queriam que promovesse quem? O Lula?!?
Seria bem proveitoso para o PT que o pedido fosse aceito pelo Tribunal. Sem Alckmin no páreo e com Garotinho morto na praia, o PMDB indica um vice para a chapa de reeleição do presidente e tudo fica mais fácil.
O fato é que a campanha eleitoral ainda nao começou oficialmente. Esses nomes citados acima só serão candidatos oficiais depois de junho!

04 maio 2006

Falando em candidatura do PMDB...

O que leva um pré-candidato à presidência da República a fazer o papel ridículo que Anthony Garotinho tem feito? (Não resisto, tenho que falar sobre isso!)
Ele já perdeu quase três quilos com a greve de fome e tem sintomas de desidratação.
Qual o motivo disso tudo mesmo? Ah, ele quer que as empresas de comunicação que divulgaram acusações de corrupção contra ele retirem o que disseram. Ou pelo menos se desculpem.
Muito sensato da parte dele pedir esse tipo de coisa, que contraria totalmente a liberdade de imprensa (tudo bem que a revista Veja apelou ao colocá-lo na capa com chifrinhos!)
Na minha opinião, ou ele insiste nisso e acaba no hospital, onde vão reanimá-lo e, obviamente, ele não vai morrer. Ou ele nem chega a tanto: arruma um motivo, familiar talvez, para parar com a palhaçada. Ainda penso em uma terceira opção: ele pode dizer que Deus enviou um sinal de que ele deveria acabar com a greve de fome. Não seria de se estranhar, já que ele adora usar o Santo nome em vão!
O fato é que uma atitude extrema como essa não é justificável, a não ser em questões de interesse amplo. Como fez o Frei Luis Cappio há algum tempo, protestando por causa da proposta de transposição do Rio São Francisco. Isso sim tem apelo social. Agora, político desocupado querer comover a opinião pública com essa palhaçada é falta do que fazer!

**
Aproveito a relação com oa ssunto para publicar um trecho do livro “O Artista da Fome”, de Franz Kafka, que conta a história de um homem que era jejuador por profissão.

“O ´Artista da Fome´ personagem escrupuloso até à insanidade, nem procurava dormir, falando e cantando ao longo da noite e do dia, no intuito de demonstrar aos seus vigilantes que não se alimentava furtivamente. Em troca do seu sacrifício e autenticidade recebia como recompensa a admiração do público pela sua brilhante habilidade no jogo da mifisticação.”

Poderíamos pedir para o Garotinho ficar cantando o dia todo. Quem nos garante que ele não tem umas bolachinhas escondidas embaixo da cadeira, hein?!?

Quando o gato sai os ratos fazem a festa!

Uma notícia muito irônica relacionada à viagem do presidente Lula foi divulgada hoje. Renan Calheiros, presidente substituto, convidou dois líderes da oposição para uma reunião no Palácio do Planalto. Sabem onde? No gabinete do presidente Lula!!!
É a primeira vez que Agripino Maia, do PFL do Rio Grande do Norte e Arthur Virgílio, do PSDB do Amazonas, pisam no Palácio após a posse do petista.
Agripino aproveitou a deixa e fez uma afirmação provocadora. Segundo ele, será uma “visita de cortesia”. Porém, sem a presença do dono da casa!

**
O motivo da afronta de Calheiros é obviamente descontentamento político, já que ele é um dos membros do PMDB que mais defende a coligação com o PT para a presidência. No entanto, Lula feriu seus sentimentos quando convidou o líder peemedebista Michel Temer para ser vice em sua chapa. Temer, por sua vez, é um dos principais defensores da candidatura própria do PMDB.

Continuamos empacados...

Não aconteceu o que eu esperava (e cheguei a escrever no blog): a Presidente do Supremo Tribunal Federal, Ellen Gracie, não assumiu a presidência do Brasil. Para quem não se lembra, o presidente Lula viajou hoje para a Argentina. Na verdade, a viagem que ele tinha marcada para essa data era para a Áustria, onde ficaria durante cinco dias. Mas com a decisão da Bolívia de nacionalizar o gás, ele e outras lideranças mudaram de planos.
Voltando ao assunto da ministra Gracie, ela não teve a oportunidade de acumular mais esse pioneirismo no Brasil (ela já carrega o título de primeira mulher a presidir o Supremo). Infelizmente, o presidente do Senado, Renan Calheiros, decidiu não viajar e por isso é de direito que ele exerça o mandato na ausência de Lula.
Enfim, o que poderia ser um primeiro passo para diminuir a estranheza entre mulher e política no Brasil, não aconteceu!

02 maio 2006

Pura maldade

Não posso deixar de comentar a greve de fome do Garotinho! É ridículo demais para deixar passar em branco. Que atitude cômica, só para chamar a atenção. Coisa de moleque mesmo!
Ele perdeu até agora 700 gramas, está emagrecendo rápido.
Eu li agora as opiniões dos leitores sobre isso no site da Folha de Londrina e uma delas diz que se todos os políticos corruptos fizessem isso sobraria alimentos no país. É verdade, seria a solução para a miséria no Brasil!
E o Garotinho quer que a Veja e a Globo se desculpem pelas "calúnias" que publicaram contra ele e propõe que o processo político-eleitoral brasileiro seja supervisionado por um sistema internacional. É só o que falta, um gringo bisbilhoteiro se intrometendo nas eleições brasileiras. Se os norte-americanos virem isso vão querer entrar nessa.
Mas eu pensei e encontrei um lado bom em toda essa besteira. Se Garotinho perder um quilo por dia, considerando que as reivindicações dele não serão aceitas, até setembro ele terá perdido 150 quilos! Quer dizer, ele vai sumir até as eleições de outubro!!!

Só ladainha...

O presidente Lula vive dizendo que o aumento de R$ 50 no salário mínimo aumentou o poder de compra do trabalhador. Mas é só aumentar o salário para outras coisas subirem também. Aí vai um exemplo...
O ônibus de transporte Metropolitano, da Garcia, (que faz a ligação de Apucarana-Rolândia/ Rolândia-Londrina) teve um aumento de 13,8%. Quem pagava R$ 1,95 para ir até Rolândia, agora paga R$ 2,20. De Rolândia para Londrina o preço passou de R$1,80 para R$ 2,05.
Em um mês como o de maio, que tem 26 dias úteis, o trabalhador que gastaria pouco mais de R$ 50 em passes de ônibus, vai gastar agora R$57 (considerando que ele vai de Apucarana para Arapongas ou Rolândia).
Antes, o trabalhador gastava 16% do salário em passes de ônibus e agora vai gastar... 16%!!!
Quer dizer, na realidade o aumento no salário é todo consumido e não representa aumento no poder de compra.
Vou à caça de outros exemplos que comprovem esse tese...